ícone face twitter instagram

Respeito, Amor e Segurança - Frei Caneca FM na Trabalhando a Favor da Visbilidade Trans

21.02.19 - 17H11
Aurora Jamelo
Aurora Jamelo, Gabri Alexandre e Dandara Luz na gravação da campanha Um Carnaval Pra Mim

Carnaval 

Mais uma vez a Frei Caneca FM utiliza o Carnaval para falar de assuntos importantes: se no ano passado o assédio foi o tema de uma campanha, em 2019 a rádio pública da cidade do Recife busca conscientizar a sociedade sobre a vivência e as dificuldades enfrentadas pela parcela da população que se identifica como transsexual, transgênero ou travesti. Aurora Jamelo, que é uma das idealizadoras e responsáveis pela campanha, se mostra bastante entusiasmada com o projeto: “Eu vejo aqui na rádio, nesse momento para mim, para minha vivência, e para outras pessoas com a mesma vivência, eu vejo esse momento como mais um local de voz muito importante.”. 

O conteúdo produzido foi pensado para não só dar visibilidade a causa trans, como também fazer a população cisgênero entender qual seu papel nesta causa. Uma das ações idealizadas será uma entrevista ao vivo no Salada Pop com Sophia William sobre o tema Identidade não é Fantasia. “Durante o carnaval geralmente é dito que as pessoas podem ser o que quiserem. Mas mesmo assim, o meu corpo ainda sente medo. No ano passado eu estava em Olinda, por outros motivos que não o carnaval, e durante a realização de um bloco que usa a travestilidade e senti medo, e fiz diversos outros trajetos para não passar pelo bloco, com receio. Aquelas pessoas estão usando da minha identidade como brincadeira, mas durante todo o resto do ano meu corpo vai ser agredido pelas mesmas pessoas que estão ali”, ressalta Aurora.

Também nos intervalos da programação uma série de depoimentos dão um panorama dos problemas enfrentados pela população trans durante as festividades carnavalescas, Um Carnaval Pra Mim. “O projeto busca trazer mesmo outras vivências: pessoas não binárias, travestis e transsexuais. É trazer o sentido de dar voz pros outros. Mesmo que essas vivências possam ser similares às minhas,    mas no momento aquele corpo viveu um momento diferente. Dando vozes a essas múltiplas identidades fazendo o público da rádio conhecer outras vivências”. Segurança, oportunidades justas de trabalho e formas corretas de se usar pronomes foram alguns assuntos que nortearam os depoimentos.

Uma ação também será realizada por Aurora Jamelo na abertura do Palco Frei Caneca FM no próximo domingo (24). “A gente vem com uma surpresa para continuar dando visibilidade a causa trans. Extrapolando os limites do rádio, da internet, falando diretamente com quem não tem um contato mínimo (com a causa trans). Usaremos esse espaço para fazer com que esse contato aconteça. Uma fala para que a gente deixe exposto o que está acontecendo: deixar exposto que o corpo trans e o corpo travesti também está ocupando o Carnaval. Dizendo que estou ali, não só como uma pessoa trans, mas também como uma pessoa que está trabalhando junto com a equipe da Frei Caneca FM.”, finaliza Aurora.