ícone face twitter instagram

Frei Caneca FM traz debate sobre a importância da filosofia e sociologia

13.05.19 - 14H32
"Pensando", foto de Roberto Cacho. Esta imagem está sob uma licença CC BY 2.0

"Pensando", foto de Roberto Cacho. Esta imagem está sob uma licença CC BY 2.0

O #DebatesCulturais desta segunda (13), discute, a partir das 18h, dentro do Revista Difusora, a importância da Filosofia e da Sociologia para o pensamento crítico. Os convidados são Mariana Fischer, professora da Faculdade de Direito do Recife (UFPE), Sandro Sayão, professor do departamento de Filosofia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Vitória Amaral, professora de Artes Plásticas da UFPE, e Wanderlan Porto, professor do Instituto Federal de Alagoas (IFAL). O Revista Difusora é veiculado de segunda a sexta, das 16h às 19h e é apresentado por Patrick Torquato.

Outro programa semanal da casa é o
Salada POP, apresentado por Nice Lima, também de segunda a sexta-feira, das 14h às 16h. Nesta semana, alguns dos assuntos pautados são a campanha  “Maio Amarelo” de atenção no trânsito; desafios para a ciência no Brasil e “O dia nacional de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes”.

Antes disso, ao meio-dia, abrindo a Faixa Mulher você ouve o programa TPM - Tempo Pra Mim. Nesta segunda-feira  Priscila Xavier conversa com Ariana Borges, instrutora de ThetaHealing, sobre essa terapia de cura energética e sobre o sistema de crenças que está enraizado em nosso imaginário, especialmente no que diz respeito aos indígenas, negros(as) e portugueses. A Faixa Mulher tem reprise às 21h. Já o Toca o Terror, programa da sociedade civil na faixa das 20h, traz o tema Adaptação de HQs para a telona, abordando produções como “Contos da Cripta”,  “Demônios da Noite” e “Constantine”.

Na terça-feira (14) o tema do Mamas, Minas e Manas é a Mulher, o Trabalho e o Mercado. Apesar de os números indicarem que a equidade de gênero faria muito bem ao mercado de trabalho, ainda é bastante comum as mulheres receberem salários menores. Esta e outras questões são trazidas à tona. Às 20h, o Revista Brasil de Fato Pernambuco destaca os cortes no orçamento federal para a educação neste ano de 2019. O convidado é o professor Amaro Lins, que foi reitor da Universidade Federal de Pernambuco entre 2003 e 2011.

O Vozes do Campo e da Cidade ocupa a Faixa Mulher da quarta-feira (15), ao meio-dia, abordando a temática da migração campo-cidade. As convidadas são Patrícia Nunes, Elizete Maria da Silva e a professora da UFRPE, Maria Rita Ivo de Melo. Às 20h, a jornalista Patrícia Palumbo apresenta o Vozes do Brasil que, esta semana, homenageia Beth Carvalho.

A Transfobia e o Feminismo são destaque no Mulher Faz Política Todo Dia, na quinta-feira (16), ao meio-dia, com reprise às 21h. No dia 17 de maio de 1990 a Organização Mundial da Saúde retirou a homossexualidade da classificação internacional de doenças, marcando a data que passou a ser memorada como Dia Mundial Contra a Transfobia/ Homofobia. Para tratar desse tema, o programa convidou a travesti e ativista dos direitos LGBT, Amanda Palha. O Recife Lo-Fi agita a noite na rádio pública do Recife, às 20h, com uma seleção com bandas e artistas locais e nacionais, como Djanira, Liv, Tamyres Leite, Samambaia, Gentrificators, Ticuqueiros, além de músicos de outros países: Fernando Arroyo (Espanha), Fabian Jaimes (Colômbia) e GEE-AITCH (Portugal). O quadro Radiografia Lo-Fi apresenta o novo álbum do trio pernambucano Diablo Angel, intitulado “Futuro”.

Às 20h da sexta-feira (17), o Músicas de Sexta revisita o Punk, um dos mais revolucionários movimentos culturais do século 20. O programa vai desde a sua origem - os primeiros artistas a eclodirem em suas cenas, as obras seminais, as diferenças entre o que acontecia nos Estados Unidos e na Inglaterra dos anos 70 - até seus reflexos e desdobramentos em outros movimentos e na música contemporânea.

Sábado (18), às 8h, a Rádio Matraquinha dá o start na faixa infantil da Frei Caneca FM falando sobre cores. O Palavras no Ar chega em seguida, às 8h45, contando a história "A onça e o bode". Ainda nesta edição, Márcia Cruz conversa sobre teatro, escola, infância e brincadeiras com as estudantes Cecília, Tainá e Alana Dandara. O Cantando e Brincando nas ondas do rádio fala sobre a primeira infância, às 9h15. Às 10h, o Pagode, Futebol e Batucada traz destaque para o ano de 2002, período em que o Fundo de Quintal lançou um disco gravado ao vivo, no Cacique de Ramos, com participações especiais diversas. Às 18h é a vez dos universitários exibirem seus trabalhos radiofônicos no Lab 101 que, este sábado, traz dois radiodocumentários. O primeiro, intitulado “Caminhos do Futebol”, foi produzido pelos estudantes Arthur Holanda, Leonardo Albertim e Vítor Machado; o segundo trata da urbanização das quadrilhas juninas em Pernambuco e foi produzido por Adelvando Pereira de Souza, o Dell Souza, concluinte do curso de Jornalismo da UNICAP. Às 21h, o Manguetronic chega na programação com a participação de DJ Dolores, trazendo uma seleção musical especial do que há de mais quente nas pistas de dança, incluindo "Tô Que tô", faixa inédita que reúne Luedji Luna, Otto e ÀTTØØXXÁ.

O domingo (19) começa com Samba de Latada, às 9h. A convidada da semana é a cantora Nádia Maia, que fala do início de sua carreira nas bandas e orquestras de baile por Pernambuco, da importância da música nordestina e de futuros projetos de carreira, como gravar um disco com Elba Ramalho cantando músicas em tributo a Marinês. Às 10h, Iara Lima comanda o Batucada, em homenagem a Wilson das Neves. No bloco de samba autoral pernambucano o Grupo Tropical se apresenta para os ouvintes. Ao meio-dia, o Frevo do Mundo convida o músico Gilberto Pontes, também conhecido como Giba, que fala da sua paixão pelo frevo, iniciada através da escola de música de Abreu e Lima e pelo contato com o avô, que era o líder da banda da cidade. Às 16h, o Caneca Boogie presta uma homenagem ao  aniversário do cantor, compositor e ativista de causas humanitárias, Stevie Wonder. Às 20h, o Interdependente - música e conhecimento traz o escritor e pesquisador, Fábio Fernandes, para discutir temas diversos como ficção científica, estilo literário e espiritualidade. E encerrando a programação da sociedade civil, o Audio Mundi começa às 21h, trazendo uma playlist com artistas da Olivia Records, selo da Califórnia, Estados Unidos, surgido na década de 1970.

 

* Excepcionalmente esta semana o programa Verde, Amarelo e Vermelho não será veiculado.